Outras Notícias

liberdade

  • 25 de abril vem a janela canta a grandola 1 20200418 2004264324

  • Na Casa da Paz, sede do Conselho Português para a Paz e Cooperação trouxemos Abril para a rua!

    https://www.facebook.com/conselhopaz/posts/3081836361837337

    25 de abril 2020 casas da paz lisboa e porto 2 20200428 1985277316

    Casa da Paz | Lisboa

    25 de abril 2020 casas da paz lisboa e porto 1 20200428 1836355188

    Espaço da Paz em Vila Nova de Gaia

  • Activistas do CPPC participaram nas comemorações populares do 25 de Abril em Faro, com uma faixa onde se podia ler "Pela Paz, Por Abril! - Todos não somos demais!"

  • Activistas do CPPC participaram nas comemorações populares do 25 de Abril em Lisboa, desfilando com uma faixa e pancartas "Pela paz, fim à agressão à Síria" e outra alusiva à "Campanha Pela assinatura por parte de Portugal do Tratado de Proibição de Armas Nucleares - Pela paz, pela segurança, pelo futuro da Humanidade!", os activistas da paz distribuíram documentos do CPPC e recolheram assinaturas para a petição que faz parte dessa campanha.

  • Activistas do CPPC participaram nas comemorações populares do 25 de Abril na cidade do Porto, desfilando com uma faixa alusiva à "Campanha Pela assinatura por parte de Portugal do Tratado de Proibição de Armas Nucleares - Pela paz, pela segurança, pelo futuro da Humanidade!", distribuindo documentos do CPPC e recolhendo assinaturas para a petição que faz parte desta campanha.

  • 46 aniversario cumprir abril 1 20200418 1575694600

  • 75 aniversario da vitoria sobre o nazi fascismo 1 20200507 1888887097

    Pela liberdade, a paz e a verdade
    Não ao fascismo e à guerra

    No dia 2 de Maio de 1945, o Exército Soviético tomou o Reichstag, em Berlim. Poucos dias depois, a 8 de Maio, a Alemanha nazi assinava a sua rendição incondicional. No dia seguinte, 9 de Maio, milhões de pessoas comemoraram o dia que passou à História como o dia da Vitória.

    A 6 e 9 de Agosto de 1945, os EUA lançavam o horror atómico sobre Hiroxima e Nagasáqui, cidades de um Japão já derrotado. No dia 2 de Setembro o militarismo japonês capitulava.

    Para trás ficava a maior tragédia humana que a História conheceu. Cerca de 75 milhões de pessoas morreram na Segunda Guerra Mundial. Auschwitz e os muitos outros campos de concentração e extermínio nazis figuram entre os mais hediondos crimes do nazi-fascismo.

  • ciencia e liberdade faro 1 20190524 1490417463

    No passado dia 11 de Maio realizou-se no o Centro de Ciência Viva do Algarve (CCV), a palestra "Ciência e Liberdade", promovida pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) e outras organizações, e que contou com a participação do investigador Frederico Carvalho, membro da presidência do CPPC e Presidente da Organização dos Trabalhadores Científicos, do professor Rui Cabral e Silva, do CCV, e de Sofia Costa do CPPC. Esta palestra encerrou o programa das comemorações do 45º aniversário do 25 de Abril em Faro.

  • O CPPC participará e apela à participação de todos, nas comemorações populares do 25 de Abril.

    Coimbra
    Praça da República, 28 (junto à Delegação do Sindicato dos Professores da Região Centro), pelas 14h30

    Faro
    Mercado Municipal de Faro - 16h

    Lisboa
    Marquês de Pombal / Duque de Loulé (frente ao Banco do Brasil) -14h30.

    Porto
    Largo Soares dos Reis - 14h30

  •  conferencia ciencia e liberdade em gaia 2 20190626 1586033493

    Por indicação do Conselho Português para a Paz e Cooperação, participou, dia 20, numa conferência intitulada «Ciência e liberdade» o investigador científico Frederico Carvalho, membro da Presidência do CPPC, que abordou vários aspectos da evolução do conhecimento e da ciência, da defesa da liberdade e da paz, e do papel que neles tiveram muitos cientistas. O membro da Presidência do CPPC destacou em particular o Apelo de Estocolmo, contra as armas nucleares, de 1950, a Revolução de Abril e as iniciativas que prosseguem no âmbito do cumprimento dos preceitos consagrados na Constituição da República Portuguesa.

    A conferência integrou-se nas comemorações do Dia do Município e teve uma importante participação. Houve ainda tempo para uma visita à exposição " A paz e os refugiados" que integra a Bienal Internacional de Arte Gaia 2019.

  • cppc fala sobre 25 abril em escolas de setubal 1 20190518 1165832279

    A convite de escolas de Setúbal, o Conselho Português para a Paz e Cooperação participou, através da dirigente Zulmira Ramos, em palestras, muito participadas, sobre o “25 de Abril e a Paz”: na Escola Lima de Freitas, no dia 26 abril, e na Escola Sebastião da Gama, no dia 30 de abril.

    Nas palestras, Zulmira Ramos referiu-se à situação de Portugal antes do 25 Abril que se caracterizava, por exemplo, pela existência de miséria, trabalho infantil, ausência de direitos das mulheres, repressão, guerra colonial, analfabetismo, ensino reservado para uns poucos, dando conta também das lutas diversas do povo português e dos povos das ex-colónias contra o fascismo e contra o colonialismo, o que culminaria com a acção do Movimento das Forças Armadas (MFA), que, em conjunto com o povo, pôs fim ao fascismo, permitiu acabar com a guerra colonial, realizar eleições democráticas, melhorar as condições de vida, viver em liberdade e em paz.

  • cppc nas comemoracoes populares do 25 de abril 2019 1 20190426 1027511726

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação participou nas comemorações populares do 45º aniversário da Revolução de Abril.

    Em Coimbra, Faro, Lisboa e Porto dezenas de ativistas e amigos do CPPC participaram nas comemorações populares com faixas onde se podia ler "Pela Paz por Abril! Todos não somos demais!" e "Solidariedade com a Revolução Bolivariana".

    Além da participação nos desfiles, onde foram foram distribuídos documentos do CPPC, realizaram-se ainda exposições em Coimbra e Faro enquadradas nas comemorações do 25 de Abril.

  • debate ciencia e liberdade faro 1 20190518 1499336008

  •  

    O CPPC, dando seguimento à sua contínua prática de solidariedade para com a causa e o povo palestino e, particularmente, no Ano Internacional de Solidariedade para com o Povo Palestino definido pela ONU, assinala, hoje, dia 17 de Abril, o Dia do Preso Político Palestino.

  • paz e liberdade faro 1 20190422 1021742985

    Integrando as comemoração do 45º aniversário do 25 de Abri, o Conselho Português para a Paz e Cooperação em parceria com o Centro de Ciência Viva de Faro promove a exposição "Paz e Liberdade".

    A exposição estará patente do dia 23 de Abril, a partir das17 horas até dia 12 de Maio na sala de exposições do Centro de Ciência Viva de Faro.

  •  

    Associando-se a outras tomadas de posição públicas, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) denuncia a detenção por Israel de Khaleda Jarrar, deputada do Parlamento palestino, na madrugada de 2 de Abril, em Ramallah.

    Khaleda Jarrar preside à Comissão dos Presos Palestinos do Conselho Legislativo Palestino e é dirigente da Addameer, organização dedicada à defesa dos direitos e à libertação dos palestinos presos em prisões israelitas.

    Recorde-se que há mais de seis mil palestinos presos nas prisões israelitas, dos quais 454 em prisão administrativa. Segundo os dados disponíveis, em Fevereiro de 2015, 163 dos presos palestinos são crianças, sendo que 13 das quais têm menos de dezasseis anos.

  • pela libertacao imediata dos presos politicos palestinos das prisoes israelitas 1 20200418 1095825760

    Neste momento de crise pandémica torna-se ainda mais urgente a libertação dos presos políticos palestinos das prisões israelitas.

    Vitimas da ocupação israelita e da sua sistemática violação dos direitos humanos fundamentais dos palestinos, há, de acordo com a rede de solidariedade Samidoun, aproximadamente 5000 presos políticos palestinos encarcerados pelo colonialismo sionista, incluindo mais de 180 crianças, 430 presos ao abrigo do regime de detenção administrativa, sem acusações ou julgamento, e 700 presos doentes, 200 dos quais com doenças crónicas e graves, que os colocam num risco ainda maior caso a pandemia de Covid-19 se espalhe pelas cadeias.

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) tem denunciado e condenado a ocupação por Israel dos territórios palestinos, bem como a cumplicidade da administração dos EUA através dos seus posicionamentos ilegais, designadamente o chamado «Acordo do Século», arranjo entre a administração Trump e os mais reacionários interesses sionistas, o «reconhecimento» de Jerusalém como capital de Israel, a «legalização» dos colonatos construídos nos territórios ocupados em 1967, o «reconhecimento» da anexação dos montes Golã pertencentes à Síria e os cortes de financiamento à Agência da ONU para os Refugiados Palestinos.

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) saúda o 44.º aniversário da Revolução de Abril reafirmando o seu firme apego aos seus valores, realizações e exemplo. Afirmação soberana da vontade do povo, Abril representou a conquista da liberdade e da democracia, o fim da guerra colonial e a paz, uma economia ao serviço da melhoria das condições de vida do povo, a conquista e o usufruto de inúmeros direitos sociais, incluindo a elevação cultural da população, mas também o desenvolvimento de uma política de paz, amizade e cooperação com todos os povos do mundo.

  • revolucao de abril valores essenciais a paz 1 20200423 1785379436

    O Povo Português vai, mais uma vez, comemorar e defender os valores democráticos instituídos pela Revolução iniciada a 25 de Abril de 1974, um dos mais importantes acontecimentos da nossa História, semente para as profundas transformações do nosso País, abrindo as portas para os valores da liberdade, da democracia, do desenvolvimento, do progresso social, da soberania e independência nacional, da paz e da cooperação, com importantes repercussões também a nível internacional.

    O 25 Abril permitiu acabar com o fascismo e a guerra colonial, responsáveis pela repressão e miséria da grande maioria da população, conquistar liberdades políticas, sociais e sindicais, incluindo os direitos das mulheres, assim como combater e mais tarde eliminar o trabalho infantil e o analfabetismo.

  • sessao publica 45 anos da revolucao de abril e o fim do colonialismo portugues 4 20191027 1772096205

    Na sequência da realização do grande Encontro pela Paz, realizado em Loures em 2018, as 12 organizações promotoras desse encontro (ver abaixo) realizaram ontem, 23 de Outubro, na Casa do Alentejo, em Lisboa, a sessão pública 45 anos da “Revolução de Abril e o fim do colonialismo português”.

    A sessão, que contou com numerosa participação, moderada por Ilda Figueiredo, presidente da Direção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) ,contou como oradores com o Coronel Baptista Alves, Capitão de Abril e presidente da Mesa da Assembleia da Paz do CPPC, Francisco Canelas, dirigente da União de Resistentes Anti-Fascistas Portugueses, Ana Souto dirigente do Movimento Democrático de Mulheres, Augusto Flor presidente da Direção da Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto (CPCCRD), Jorge Cadima do Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente (MPPM) e de João Barreiros da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN). Intervieram também representantes da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) e do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA).