Outras Notícias

Lisboa

  • CPPC assinala 70 anos da vitória sobre o nazi-fascismo na Segunda Guerra Mundial

    CPPC assinala 70 anos da vitória sobre o nazi-fascismo na Segunda Guerra Mundial com um conjunto de iniciativas

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) evoca com um vasto conjunto de iniciativas o 70.º aniversário da vitória sobre o nazi-fascismo na Segunda Guerra Mundial, que se assinala na Europa nos dias 8 e 9 de Maio:

    • No dia 8, contacto com a população, com distribuição de documentos, em Lisboa, às 16 horas na Cidade Universitária;

    • No dia 9, às 11H30, contacto com a população do Porto, na Via Catarina;

    • No dia 9, em Setúbal, o CPPC promove, juntamente com outras organizações e movimentos, um cordão humano na Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, às 11 horas, e um debate público sobre o tema na Sociedade Musical Capricho Setubalense, com início marcado para as 15h30;

    • Ao mesmo tempo, o membro da Direcção Nacional do CPPC, Filipe Ferreira, integra uma delegação do Conselho Mundial da Paz que participa, entre 6 e 9 de Maio, nas comemorações dos 70 anos da vitória sobre o nazi-fascismo em Moscovo, na Rússia;

    . No dia 13 de Maio, a Presidente da Direcção Nacional do CPPC participa, em Bruxelas, a convite do Grupo da Esquerda Unitária Europeia / Esquerda verde Nórdica no Parlamento Europeu (GUE/NGL), na Conferência sobre “70 anos da Vitória sobre o Nazi-Fascismo- Unidade na luta pela paz e contra o Fascismo e a Guerra”.

    • No dia 16, às 14h30, o CPPC promove uma conferência intitulada «Nos 70 anos da derrota do nazi-fascismo: Celebrar a vitória, defender a Paz», no Centro de Informação Urbana de Lisboa (Picoas Plaza – Rua Viriato 13, Núcleo 6,1.º), que conta com a participação da presidente e do vice-presidente do CPPC, Ilda Figueiredo e Rui Namorado Rosa, e os representantes dos movimentos da Paz da Bélgica e da Irlanda, Mario Frassen e Roger Cole; na ocasião, será inaugurada a exposição do CPPC, com o mesmo título;

    • No dia 29, terá lugar uma conferência no Porto, seguida da inauguração da exposição. O local e a hora serão revelados mais tarde.

    Com estas iniciativas, o CPPC pretende levar mais longe os valores da paz, da cooperação e da solidariedade e alargar o campo dos que defendem o desarmamento, o fim das bases militares estrangeiras e a dissolução dos blocos político-militares e reconhecem o direito inalienável dos povos a decidirem soberanamente dos seus destinos.

    O CPPC procurará fazer deste aniversário um momento particular de reflexão sobre as causas da guerra e os interesses que lhe estão subjacentes, para, dessa forma, contribuir para promover a paz e evitar que semelhante tragédia volte a acontecer.

  • CPPC debate armas nucleares na Escola Secundária Camões, em Lisboa

    O CPPC participou, no dia 19, num debate na Escola Secundária Camões, em Lisboa, inserido na campanha pela adesão de Portugal ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares. A iniciativa nasceu dos próprios estudantes, que, em Reunião Geral de Alunos, mandataram a direcção da Associação de Estudantes para que promovesse acções pela Paz. Daí partiu o convite ao CPPC.

  • CPPC nas comemorações populares do 25 de Abril | 2019

    cppc nas comemoracoes populares do 25 de abril 2019 1 20190426 1027511726

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação participou nas comemorações populares do 45º aniversário da Revolução de Abril.

    Em Coimbra, Faro, Lisboa e Porto dezenas de ativistas e amigos do CPPC participaram nas comemorações populares com faixas onde se podia ler "Pela Paz por Abril! Todos não somos demais!" e "Solidariedade com a Revolução Bolivariana".

    Além da participação nos desfiles, onde foram foram distribuídos documentos do CPPC, realizaram-se ainda exposições em Coimbra e Faro enquadradas nas comemorações do 25 de Abril.

  • CPPC participou nas comemorações do 1.º de Maio

    cppc participou nas comemoracoes do 1 de maio 2 20190510 1549159358

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação participou nas comemorações do 1.º de Maio promovidas pela CGTP-IN em vários pontos do País.

    Em Lisboa, para além da presença com uma banca, onde foram distribuídos milhares de documentos, os activistas da paz e da solidariedade participaram no desfile empunhando uma faixa de solidariedade com o povo venezuelano e a Revolução Bolivariana, que na véspera derrotaram uma nova tentativa de golpe de Estado perpetrada pela extrema-direita golpista, em coordenação e às ordens dos Estados Unidos da América, contra a soberania, a democracia e a paz na Venezuela. Entre as palavras de ordem entoadas, soaram com particular vigor «Venezuela soberana é bolivariana» e «Golpe e agressão não passarão».

    No Porto os activistas participaram no desfile empunhando uma faixa da campanha pela Assinatura por parte de Portugal do Tratado de Proibição de Armas Nucleares.

    Em Coimbra o CPPC marcou presença com uma faixa de solidariedade com a Venezuela Bolivariana.

  • Dar voz à solidariedade com a Palestina - Lisboa

    Lisboa voltou a ser palco de um acto público de solidariedade com a Palestina, ao final da tarde de dia 31 de Janeiro junto à Embaixada de Israel.

    Convocada pelo CPPC, CGTP-IN, MDM e MPPM, a iniciativa reuniu mais de uma centena de pessoas, que acompanharam a delegação que naquele dia dirigiu uma carta ao primeiro-ministro de Israel. Momentos antes, na Embaixada dos Estados Unidos, tinha sido entregue outra missiva, endereçada ao presidente Donald Trump.

  • Debate “A Administração Trump, a situação nos EUA e suas repercussões na situação internacional”

    “A Administração Trump, a situação nos EUA e suas repercussões na situação internacional” é o tema do debate promovido pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação na próxima segunda-feira, dia 20 de Fevereiro, pelas 18 horas, na Casa do Alentejo, em Lisboa.

    Com este debate, o CPPC procura contribuir para o aprofundamento da discussão e análise da situação internacional, decorrente da eleição da Administração Trump.

  • Desfile e Concentração | Sim à Paz ! Não à NATO | Lisboa

    sim a paz nao a nato lisboa 1 20210602 1467784351

  • Desfile em Lisboa: Sim à Paz! Não aos Exercícios Militares da NATO!

  • Dia Internacional da Mulher

    dia internacional da mulher 1 20210308 1657382966

    O CPPC solidariza-se com os objectivos e iniciativas com que o Movimento Democrático de Mulheres (MDM) assinala o dia internacional da mulher. Reconhecendo a importância que têm para a Paz, nomeadamente o reforço da capacidade de resposta do SNS, o cumprimento do direito ao trabalho com direitos, à valorização dos salários, à igualdade de direitos e oportunidades, e o combate às desigualdades, ao tráfico de seres humanos, ao trabalho escravo.

    As Mulheres estiveram e estão na luta pela paz e contra a guerra, que está profundamente ligada à luta pelo progresso social. Estiveram e estão na luta por um Mundo livre de Armas Nucleares, em defesa do seu futuro, do futuro da Humanidade. A perigosa situação que se vive hoje no mundo exige a participação de todos - Mulheres e Homens - na intervenção e luta para alcançar estes objectivos.

    Assim, o CPPC vai participar e apela a todos os activistas da paz que participem nestas iniciativas comemorativas do dia internacional da mulher.

    O MDM marcou pontos de encontro de mulheres no Porto a 7 de março, 15h (junto à Cordoaria) a 13 de março 15h em Lisboa (nos Restauradores).

  • Dia Internacional da Mulher

    dia internacional da mulher 1 20210317 1848989364
     
    O Conselho Português para a Paz e Cooperação, esteve presente na concentração de dia 13 de Março, em Lisboa, convocada pelo Movimento Democrático de Mulheres, para assinalar o Dia Internacional da Mulher.
    Os ativistas do CPPC participaram com uma faixa a anunciar a realização do próximo Encontro pela Paz, a realizar a 5 de Junho em Setúbal, promovido por 12 organizações e entidades, entre as quais o CPPC e o MDM, o Encontro será seguramente um momento alto na expressão da luta pela igualdade, a fraternidade e a paz.
  • Direitos Humanos e a Paz

    direitos humanos e a paz 1 20190116 1505807167

    Tendo em conta o Apelo na defesa da Paz, as organizações e entidades promotoras do Encontro pela Paz que se realizou a 20 de Outubro, em Loures, convidam à participação e divulgação da sessão que vai decorrer no próximo dia 23 de Janeiro, pelas 18 horas, na Casa do Alentejo, sobre a Paz e os Direitos Humanos, no quadro do 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem.

    Num momento particularmente complexo como o que estamos a viver, a sua participação é particularmente importante para juntarmos as nossas vozes na defesa da paz e na denúncia das ameaças aos direitos e à dignidade humana, das ingerências e atropelos ao direito soberano e à independência dos povos pondo em causa a paz.

    Pela Paz, todos não somos demais.

  • Distribuição em Lisboa: Sim à Paz! Não à NATO! A CIMEIRA DE VARSÓVIA

    A NATO realiza, nos próximos dias 8 e 9 de Julho, uma Cimeira em Varsóvia, cujos objectivos belicistas estão a suscitar a mobilização e o protesto de vários movimentos e organizações em Portugal, assim como noutros países.

    As organizações portuguesas que promovem a campanha «Sim à Paz! Não à NATO!», entre as quais o Conselho Português para a Paz e Cooperação, entendem que o reforço deste bloco-político militar é contrário à paz e aos interesses dos povos e defendem a sua dissolução e o estabelecimento, em seu lugar, de um sistema de segurança colectiva, que tenha como propósito a criação de uma ordem internacional capaz de assegurar a paz e a justiça nas relações entre os povos, aliás, em consonância com o consagrado na Constituição da República Portuguesa.

    A Cimeira de Varsóvia vem agravar a já forte tensão militar da NATO visando a Federação Russa, com perigos para a paz e a estabilidade na Europa e no mundo, nomeadamente, tendo em conta que os EUA e a Federação Russa são as principais potências nucleares do planeta.

  • Educação para a Paz | E.S. Padre António Vieira

    educacao para a paz es padre antonio vieira 1 20200326 1398689126

    No âmbito das comemorações do Mês da Juventude na cidade de Lisboa, promovidas pela Câmara Municipal de Lisboa, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) realizou no dia 11 de março uma palestra na ES Padre António Vieira, intitulada «A luta pela paz e a diversidade cultural», enquadrada no tema proposto pela turma 12.º LH2. Perante uma assistência interessada e participativa, Carlos Garcia, da Direção do CPPC, partiu da diversidade cultural que caracteriza a sociedade actual onde convivem diferentes povos, considerando o seu contributo para o enriquecimento da humanidade, para abordar as diversas formas de racismo como fatores de divisionismo entre os povos, pondo em causa direitos humanos e princípios fundamentais da Carta das Nações Unidas e da Constituição da República Portuguesa, contribuindo para suportar o belicismo e o imperialismo, pondo em causa a cooperação e a defesa da paz.

  • EL SUR participam no CONCERTO PELA PAZ

    concerto pela paz lisboa artistas 3 20200310 1133275492

    4 DE ABRIL - 15H30 - FÓRUM LISBOA - Entrada Livre

    O sul é muito mais do que uma coordenada, é uma condição e um modo de vida, é compreender que quando olhamos para baixo, estamos é a olhar para cima.

    A América Latina será a suprema contradição?
    Recolhe de todos os cantos do mundo pedaços de identidade: o mediterrâneo, o negro, o azul e o vermelho. Retoma sempre que pode a sua própria génese, as suas cores terra e os seus sabores intensos, o seu afã de liberdade e esperança.

    É aqui que mergulha o projecto português "el Sur". Na força de um continente e no génio dos seus autores, na fronteira entre o Pacífico e o Atlântico. O sul é muito mais do que uma coordenada, é uma condição e um modo de vida, é compreender que quando olhamos para baixo, estamos é a olhar para cima, para o urgente tempo que se aproxima e que nos mudará para sempre.

    Lançaram recentemente o álbum “Todas as Sombras”.

  • Em Lisboa - Pela Paz! Fim à agressão à Síria!

    Muitas foram as pessoas que,no passado dia 19 de Abril, de forma convicta e enérgica encheram a Praça Luís de Camões em Lisboa, em defesa da paz contra a agressão à Síria.

    O acto público subscrito por 30 organizações, contou com intervenções as intervenções de representantes do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional (CGTP-IN), do Movimento Democrático de Mulheres (MDM) e do Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente (MPPM).

  • Exposição | Uma Biblioteca no deserto | Lisboa

    uma biblioteca no deserto 1 20190711 1826755562

  • Fim à agressão israelita - Concentração em Lisboa a 14 de Julho de 2014

    Centenas de pessoas participaram na concentração promovida, ontem, pelo CPPC e um conjunto de ouras organizações portuguesas para exigir o fim da criminosa agressão do governo de Israel à população palestina.

    Ilda Figueiredo, presidente da direcção nacional do CPPC, reafirmou a exigência do fim imediato da operação militar em curso, mas também a necessidade de acabar com ocupação israelita e de que sejam respeitados os direitos do povo palestino à paz, a um estado viável, soberano e independente. Denunciando, ainda, que apenas a conivência dos EUA e da UE permitem que o governo de Israel continua a cometer verdadeiros crimes de guerra.

    O CPPC apela a todos os amantes da Paz, para que se mantenham atentos ao desenrolar da situação, e à necessidade de manter a solidariedade activa para com o povo palestino.

    Palestina vencerá!

  • HELDER MOUTINHO participa no CONCERTO PELA PAZ

    concerto pela paz lisboa artistas 1 20200310 1319979071

    4 DE ABRIL - 15H30 - FÓRUM LISBOA - Entrada Livre

    Helder Moutinho é um dos mais carismáticos e genuínos fadistas da atualidade.

    Intérprete, compositor e poeta, profundo conhecedor dos segredos, códigos e mistérios deste género musical, tem mais de vinte anos de carreira consagrada à herança que recebeu dos seus familiares e dos grandes mestres que se cruzaram na sua vida, tornando-o assim num Fadista de culto. Uma herança que acarinha, preserva e amplifica para um fado cada vez mais contemporâneo.

    Depois de alguns discos em que se dedicou na sua esmagadora maioria à interpretação de fados tradicionais com os seus poemas fundadores ou com novos poemas (alguns da sua autoria), aos quais sempre se juntaram algumas composições originais – Helder Moutinho edita em 2013 o álbum “1987” e afirma-se perante a critica como um dos mais importantes intérpretes do novo século. Em 2016 lança “O Manual do Coração”, em que todos os poemas são assinados por João Monge – um dos mais consagrados poetas portugueses - e a música está igualmente a cargo de alguns dos mais importantes compositores portugueses: Mário Laginha, Vitorino, João Gil, Zeca Medeiros, Manuel Paulo, Marco Oliveira, Pedro da Silva Martins ou Ricardo Parreira. Um álbum unanimemente louvado pelos amantes de fado e pela crítica, que adivinha em muitos destes novos fados... futuros fados tradicionais. Que é outra maneira de dizer: herança recebida, herança (re)transmitida.

    O que diz a Imprensa:

    “Helder dá-nos a prova maior do seu talento. A forma como dá cor às palavras, como estila, como remata as frases, tudo nele cresceu assombrosamente...”. Nuno Pacheco in Ípsilon

    “A sua voz atinge aqui momentos sublimes. Fados novos que, um dia, serão de certeza grandes fados...tradicionais”. António Pires in Time Out

    “Do primeiro ao último arrepiante segundo, é um álbum de absoluta mestria no desenho de uma sonoridade fadista que não se esforça por soar a fado (...) É o álbum de um intérprete admirável”. Gonçalo Frota in Público

  • Igualdade, Direitos, Desenvolvimento e Paz

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação participou na Manifestação Nacional de Mulheres promovida pelo Movimento Democrático de Mulheres de dia 11 de Março, onde activistas do CPPC se juntaram à exigência de Igualdade, Direitos, Desenvolvimento e Paz.

  • Iniciativa de Solidariedade com a Palestina | Plataforma pela Paz e o Desarmamento | Lisboa

    iiniciativa de solidariedade com a palestina plataforma pela paz e o desarmamento lisboa 1 20210529 1837414056
     
    O CPPC apela à participação na Iniciativa de Solidariedade com a Palestina, organizada pela Plataforma pela Paz e o Desarmamento, a relizar-se na próxima segunda feira, dia 31 de Maio, pelas 18:30, junto à fundação José Saramago em Lisboa
    Palestina Vencerá!