Outras Notícias

segurança

  • debate na escola secundaria camoes em lisboa 3 20181222 1222149611

    O Conselho Português para a Paz e a Cooperação, no âmbito das suas actividades em defesa da paz, da segurança e da cooperação internacionais e pela amizade e solidariedade entre os povos, tem continuado a marcar a sua presença em escolas, através de debates, exposições e outras iniciativas. Estas têm-se que se têm caracterizado por um grande entusiasmo e activa participação dos jovens estudantes em discutirem e aprofundarem o conhecimento sobre questões tão importantes para o presente e o futuro da Humanidade.

    Exemplo desse interesse são as iniciativas promovidas pelos próprios alunos, como foram os casos de duas turmas da Escola Secundária Alfredo dos Reis Silveira, localizada na Torre da Marinha (Seixal), que organizaram uma sessão, no dia 10 de Dezembro, sobre Os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e a Paz no Mundo, e três turmas do Escola de Camões (antigo Liceu Camões) que instalaram no átrio da Biblioteca uma exposição do CPPC, evocativa dos 100 anos da Grande Guerra e a Luta pela Paz, e realizaram, no dia 12 do mesmo mês, uma sessão/debate: Da 1.ª Guerra Mundial á Actualidade.

  •  sessao debate na escola secundaria luis de freitas branco 1 20181209 1995855709

    No passado dia 29, realizou-se uma conferência/debate na Escola Secundária Luís de Freitas Branco (Paço de Arcos / Oeiras) que contou com a presença de mais de uma centena de alunos, professores e elementos da comunidade local, sócios da Associação “Desenhando Sonhos”.

    Esta Sessão teve por base a exposição do CPPC “Pela Paz, Pela Segurança, Pelo Futuro da Humanidade”, exposta na Escola, de 19 a 30 de Novembro, por iniciativa da Associação de Reformados “Desenhando Sonhos” e pelo Centro Qualifica do Agrupamento de Escolas de Paço de Arcos e a sua abertura foi marcada pela leitura, em grupo, de um poema alusivo à Paz, escrito por alunos do 1º Ano, no âmbito da disciplina de Português.

  • convite 1 20200225 2041467714

  • evora pela paz e o desarmamento nuclear 2 20200211 1633770885

    Foi muito participada a iniciativa no Teatro Garcia Resende que o CPPC e a Câmara Municipal de Évora realizaram, no passado dia 7 de fevereiro, sobre a Paz e o Desarmamento Nuclear com a participação do Presidente da CM de Évora, Carlos Pinto de Sá, o investigador e membro da Presidência do CPPC, Frederico de Carvalho e a Presidente da direção do CPPC, Ilda Figueiredo.

    Na sessão, o investigador Frederico Carvalho, através de uma intervenção muito documentada, demonstrou os perigos para a paz e a própria sobrevivência da humanidade da corrida aos armamentos, designadamente do armamento nuclear.

  • exposicao de artes plasticas pela paz contra as armas nucleares aljezur 1 20200211 1029648088

    Continuando o trabalho promovido pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) na região do Algarve, nomeadamente nas áreas da educação e cultura para a paz, irá estar patente, de 21 de Fevereiro a 14 de Março, na Galeria Espaço+, do Município de Aljezur, uma exposição de artes plásticas, sob o lema "PELA PAZ, CONTRA AS ARMAS NUCLEARES", numa parceria do CPPC, com a Peace and Art Society e o Município de Aljezur.

    75 anos depois do holocausto de Hiroxima e Nagasaki, em 1945, quando, os Estados Unidos da América lançaram duas bombas atómicas sobre as populações dessas duas cidades japonesas, causando centenas de milhares de mortos e efeitos que até hoje perduram, houve grande desenvolvimento do armamento nuclear e apenas um por cento das ogivas nucleares actuais chegaria para destruir a civilização humana.

    O desarmamento nuclear global é uma questão central na defesa da paz, para a sobrevivência da própria espécie humana e da manutenção da vida sobre a Terra como hoje a conhecemos.

  •  

    Em 1 de Agosto de 1975, representantes de 35 países (33 da Europa, mais os EUA e Canadá) subscreveram, em Helsínquia, a Acta Final da Conferência sobre Segurança e Cooperação na Europa, culminando um processo iniciado dois anos antes. Pela primeira vez na história, um tão elevado número de países convergiu em torno de um importante conjunto de princípios reguladores das relações internacionais, segurança colectiva e desenvolvimento de relações de cooperação entre os Estados, entre os quais se destacam matérias tão relevantes quanto: a igualdade soberana dos Estados; a não intervenção nas questões internas dos Estados; a resolução pacífica dos diferendos internacionais; o respeito pelos direitos humanos e liberdades fundamentais; ou a igualdade de direitos e a autodeterminação dos povos.

  • 6 de agosto – 15h – Jardim do Rio (Cais do Ginjal) - Almada

    Por um mundo sem armas nucleares

    Durante a tarde de 6 de Agosto, no Jardim do Rio (junto ao Cais do Ginjal), Almada acolhe um conjunto de iniciativas promovidas pelo Movimento Municípios pela Paz (MMPP), em parceria com o Conselho Português para a Paz e Cooperação.

    Será inaugurado um mural alusivo à paz, assinado pelo Colectivo Aleutas, numa cerimónia que conta com a intervenção dos presidentes das Câmaras Municipais de Almada e do Seixal (esta última coordenadora do MMPP) e da presidente da Direcção Nacional do CPPC.

    A partir das 15h as famílias vão poder participar em pinturas, oficinas de arte urbana, entre outras actividades gratuitas, que pretendem envolver-nos a todos no objectivo internacional de construir um mundo de paz.

    Este dia tem como objectivo assinalar os 72 anos sobre o bombardeamento de Hiroxima (Japão), alertar para a dimensão dos actuais arsenais nucleares, para os riscos que os mesmos representam e para a necessidade do seu desmantelamento, como única forma de garantir solidamente a paz e a segurança no planeta.