O Conselho Mundial da Paz denuncia a agressão do governo e do exército de Israel contra a população palestiniana na Faixa de Gaza.
 
Num breve período de tempo, centenas de alvos, principalmente civis, foram atingidos pelo exército israelita, causando morte e destruição junto do povo palestiniano.
 
A história dos crimes contra a humanidade cometidos por Israel está cheia de ataques semelhantes.
 
Ninguém pode realmente acreditar que Israel retirou desta parte da Palestina, especialmente quando a máquina militar de Israel se prepara para uma nova invasão da Faixa de Gaza.


 
Recordamos que Israel continua a ocupar a maior parte da Cisjordânia e de Jerusalém Leste, instalando colonatos e construindo o muro de separação.
 
O CMP expressa a sua profunda preocupação e a sua revolta perante uma escalada na agressividade de Israel que tem lugar num momento de crescente agressividade da NATO e dos EUA na região - que são aliados e protectores das forças de ocupação israelitas.
 
Condenamos igualmente o criminoso silêncio da União Europeia e o seu papel de cumplicidade perante os crimes de Israel.
 
Exigimos o fim imediato dos ataques de Israel a Gaza!
 
Rejeitamos a ingerência política e militar na situação interna da Síria!
 
Apoiamos o estabelecimento e o reconhecimento de um Estado Palestiniano independente, com as fronteiras de 1967 e com Jerusalém Leste como capital!
 
Atenas, 16 de Novembro de 2012
O Secretariado do CMP