cppc assinala dia mundial do refugiado no algarve 6 20180627 1984100970

O dia 20 de Junho, Dia Mundial do Refugiado, foi assinalado pelo núcleo do CPPC Algarve, com a inauguração da exposição «Refugiados», de Frank Kopperschlager, na Associação Re-Criativa República 14 em Olhão.

Esta exposição retrata o drama de refugiados chegados a Berlim em 2015, abandonados nas ruas, sem qualquer tipo de apoio das entidades oficiais, as movimentações populares de apoio a estas pessoas e numa fase posterior, manifestações e concentrações de populares junto das entidades oficiais alemãs exigindo apoio e a integração destes refugiados.
Os dramas da guerra, da fome, da perseguição politica ou religiosa, são as principais causas destes movimentos migratórios e de refugiados.

Em 2018 já existem mais de 3 mil refugiados chegados à Europa, estima-se que mais de 800 pessoas perderam a vida no Mediterrânico e para a Europa fogem só cerca de 6% dos migrantes e refugiados de todo o mundo.

O drama dos refugiados e migrantes só se resolve, com o fim dos conflitos armados, o fim das injustiças praticadas pelo mundo fora, o fim das ingerências e o apoio efectivo na promoção de soluções pacificas destes dramas.

O autor desta imagens esteve a assistir à inauguração com uma vídeo chamada, e dirigiu-se aos cerca de 30 convidados presentes, alertando para a situação dramática que estes homens e mulheres viveram em Berlim, e alertou para as politicas de migração da União Europa, para os movimentos de extrema direita surgidos um pouco por toda a Europa e para a perda de direitos dos povos, nomeadamente destes que sofrem com as guerras. A intervenção do CPPC esteve a cargo de Sofia Costa.