A propósito do Dia Mundial da Ciência para a Paz e o Desenvolvimento e da Semana Internacional da Ciência e da Paz, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) afirma a importância do desenvolvimento científico e tecnológico em prol do progresso social das Nações, também no sentido de se atingir a paz e a cooperação entre os povos, a sustentabilidade, a justiça e a dignidade.

Embora repetidas vezes a descoberta científica e a invenção tecnológica tenham sido colocadas ao serviço da indústria da guerra e da manipulação social, instrumentalizadas pela acção política contrária aos interesses dos povos, assim não tem de ser. As decisões políticas podem optar quer pela concretização de progressos sociais ou pela prática da exploração e da guerra. Neste último caso, deparamo-nos com a apropriação do conhecimento científico em aplicações tecnológicas perversas e imorais. Aqui, surge a importância da educação e também a de fazer chegar ao povo o conhecimento da História e do Saber contemporâneo, a percepção e a reflexão sobre as questões morais que a Ciência coloca à decisão humana – individual, cívica e política.

O dia Mundial da Ciência para a Paz e o Desenvolvimento, pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em 2001, é celebrado anualmente a 10 de Novembro, com o objectivo de dar a este dia e à semana que se lhe segue a oportunidade de recordar e debater a importância e o contributo da Ciência para o progresso das sociedades, evidenciando o papel que a Ciência tem no desenvolvimento cultural, social e económico das Nações, no melhoramento das perspectivas da cooperação pacífica e do desenvolvimento sustentado de todos os povos. Foi escolhido como tema para este ano a “Educação Científica de Qualidade: Garantir um futuro sustentável para todos”.

Entre os diferentes temas que podem ser abordados, o CPPC foca a cooperação científica entre os povos partilhando informação, conhecimento e inovação, visando uma gestão sustentada e mutuamente benéfica dos recursos, também apoiando o acesso aos direitos humanos, promovendo a igualdade, a justiça e a luta contra a pobreza, fortalecendo assim a base para a Paz no mundo.

O CPPC defende que a causa da Paz é uma causa comum a todos os homens e todos os povos. A luta pela Paz é a luta por uma sociedade livre da exploração do homem e respeitadora dos limites da exploração dos recursos naturais, pois o nosso futuro depende do aperfeiçoamento do Homem e da sua capacidade para promover um desenvolvimento sustentável com base numa exploração eficiente dos recursos, em clima de Paz e na Cooperação entre povos, sendo que a coexistência pacífica entre povos e Estados deve ser conquistada e preservada permanentemente.

10 de Novembro 2014

Direcção do CPPC