Outras Notícias

pela paz contra as armas nucleares vila real de santo antonio 1 20201202 1444914823

O executivo municipal de Vila real de Santo António, visitou a exposição de Artes Plásticas, "Pela Paz, contra as armas nucleares", organizada pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação em parceria com este município e a Peace and Art Society, que estará patente até o final do mês na biblioteca Vicente Campinas.
Estiveram presentes nesta visita Carla Sabino, vereadora da cultura, Miguel Godinho, chefe de divisão da cultura, Sofia Costa, da direcção do CPPC e Elidia Luís da direcção da PAS.
Devido às restrições impostas pela pandemia, não houve lugar a sessão pública de inauguração da exposição, contudo o executivo municipal, não quis deixar de assinalar a importância desta iniciativa, programando uma visita com os promotores.
A questão do armamento nuclear, está em "cima da mesa", e o CPPC continua a promover várias acções contra as armas nucleares, nomeadamente pela subscrição e ratificação, por Portugal, do Tratado de Proibição de Armas Nucleares.
O Tratado de Proibição de Armas Nucleares foi lançado em Julho de 2017 pelos 122 Estados participantes numa conferência das Nações Unidas realizada com o objetivo de negociar um instrumento juridicamente vinculativo para a proibição de armas nucleares, que conduza à sua total eliminação.
Com a ratificação pelas Honduras, no passado dia 24 de Outubro, atingiu-se a marca necessária para a entrada em vigor do Tratado.
Este facto constitui uma significativa vitória dos que, em todo o mundo e também em Portugal, se batem há décadas pela interdição deste tipo de armamento. Ao mesmo tempo que aumenta a pressão sobre os restantes Estados para que, com a sua adesão plena ao tratado, contribuam para um mundo livre de armas nucleares.
O CPPC, que tem em curso uma campanha para que também Portugal se junte ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares https://tinyurl.com/fimarmasnucleares,