Outras Notícias

Decorreu em Bruxelas, nos passados dias 29 e 30 de Outubro, uma Conferência sobre a “Crise Económica Global e a Crescente Militarização das Relações Internacionais” e uma reunião do Conselho Mundial da Paz (CMP) - Região Europa, onde o CPPC participou enquanto coordenador regional.
 
O CPPC fez-se representar nestas duas iniciativas por Ilda Figueiredo, Presidente da Direcção, e Filipe Ferreira, membro da Direcção.
 
Na conferência e na reunião participaram 16 organizações oriundas da Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Finlândia, França, Geórgia, Grécia, Irlanda, Portugal, Roménia, Sérvia, Turquia, contando ainda com a participação de Socorro Gomes, presidente do CMP, e de Thanassis Pafilis, Secretário-Geral do CMP.


 
Durante estes dois dias, os participantes partilharam reflexões sobre a situação na Europa e as consequências preocupantes para a democracia e para a paz decorrentes das políticas contra os trabalhadores e os povos praticadas na União Europeia, constatando-se uma ampla convergência de posições relativamente à denúncia da agressividade da NATO, do militarismo ou da hipocrisia da atribuição do Prémio Nobel da Paz à União Europeia.
 
Os participantes debateram ainda a situação internacional e as acções a desenvolver em defesa da Paz, contra o militarismo e a guerra, contra a corrida aos armamentos e a militarização das relações internacionais, a necessidade da dissolução da NATO e a rejeição da militarização da UE.
 
No segundo dia, na reunião do CMP – Europa deram-se exemplos de acções desenvolvidas e de propostas e sugestões de acções a desenvolver, tendo sido acordadas um conjunto de iniciativas, como uma posição de repúdio pela atribuição do Prémio Nobel da Paz de 2012 à União Europeia, a denúncia da agressividade da NATO, a solidariedade com a Síria, com a Palestina e com o Sahara Ocidental, entre outros exemplos.