Outras Notícias

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) saúda a declaração de um acordo bilateral e definitivo para o cessar-fogo e o fim das hostilidades, com vista a um processo de paz na Colômbia. O acordo assinado entre o Governo da Colômbia, presidido por José Manuel Santos, e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia - Exército do Povo (FARC-EP), resulta de um diálogo entre as partes retomado há quatro anos, com a participação do Governo de Cuba e do Governo da Noruega, como garantes, e com o apoio dos Governos da Venezuela e do Chile, como facilitadores de logística e acompanhantes. Um acordo que põe fim a um conflito armado que se mantinha, naquele país, há mais de 50 anos.

Para todos os que lutam pela Paz, o acordo de cessar-fogo na Colômbia não pode deixar de ser merecer um especial regozijo.
É com esperança que o CPPC saúda o acordo alcançado, que representa um passo importante para a construção de uma paz estável e duradoura na Colômbia e em toda a região.

O CPPC faz votos para que o acordo final venha a ser alcançado no mais curto prazo e que se traduza na perspectiva da paz, no caminho do progresso, do bem-estar e da democracia para o povo da Colômbia.